29 de jul de 2015

Um pedido

Vem, senta neste banco,
Pega seu cigarrinho de palha,
Olha bem para nós,
Conta-nos uma história.

Conta sobre o que é
E o que não é,
A sua verdade e a sua mentira.

Descansa seu olhar sobre nossos corpos
Velhos, brancos, flácidos e frios
E deixa-nos sonhar que somos,
Ainda que não queiramos,
 
Seres civilizados.

sem data



Nenhum comentário: